Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009
publicado por Nuno Gouveia em 24 Ago 2009, às 15:35

José Sócrates referiu este fim de semana que “o insulto degrada a democracia e a liberdade e é uma arma dos fracos”. 

 

A quem se estava a referir?

1ªopção - Candidato a deputado do PS, número 3 por Santarém, que insultou de forma gratuita um colega do Jamais;

2ªopção -  Pedro Silva Pereira, que considerou que Manuel Ferreira Leite está "azeda", numa lamentável falta de educação;

3ªopção - A si próprio, que não se tem coibido de chamar salazarenta à actual direcção do PSD, além de outros insultos que habitualmente profere sobre os seus adversários.


13 comentários:
De José António Abreu a 24 de Agosto de 2009 às 15:51
É sempre a mesma vergonhosa parcialidade, por aqui. Onde está a opção "todas as anteriores"?


De João Galamba a 24 de Agosto de 2009 às 15:52
Nuno,

Podes dizer o que quiseres sobre o insulto. Só não podes dizer que foi gratuito. Ou será que não lês o que escreve o João Gonçalves?


De Nuno Gouveia a 24 de Agosto de 2009 às 15:58
Para mim um insulto desse género é sempre gratuito. E recordo que me refiro uma resposta tua a um post quem nem te era dirigido. Mal estaríamos se respondêssemos sempre nesse tom a posts cujo conteúdo não nos agradam.


De Joaquim Amado Lopes a 24 de Agosto de 2009 às 18:35
Foi gratuito por duas razões:
1. o post do João Gonçalves não lhe era dirigido;
2. ao contrário do que alguns menos honestos quiseram fazer crer, o João Gonçalves não "atacou" o João Constâncio por ser filho de quem é mas sim pelo que escreveu e que estará ao mesmo (baixo) nível do que o Vitor Constâncio diz/escreve.

Se não se recorda da expressão, eu recordo-lha:
"Expele exactamente o mesmo estilo de flatulência política do papá."

A expressão, de bom ou mau gosto, é bastante clara no sentido de o factor relevante não ser a relação familiar mas sim a coincidência no (baixo) valor do que um e outro escrevem.

Não gostou do "estilo literário"? Pois o seu, por despropositado e desproporcional, foi muito pior.
Não pretenda que a sua "reacção a quente" foi de alguma forma provocada ou justificada.

Se há alguém que se deva sentir insultado (além do João Gonçalves) são os portugueses que pagam o salário a um Governador do Banco de Portugal que devia ter vergonha na cara e demitir-se.
Os portugueses que pagam esse salário e pagarão o seu de deputado à Assembleia da República.


De PALAVROSSAVRVS REX a 24 de Agosto de 2009 às 19:03
Bravo! Não o demonstraria melhor.


De Rui a 25 de Agosto de 2009 às 12:45
Para quem censura posts no Simplex é preciso ter lata


De Mário Cruz a 24 de Agosto de 2009 às 15:54
Falaria dos corninhos do Pinho?

Na realidade, acho que alguém lhe anda a puxar as orelhas e ele, como puto espertalhaço, assobia para o lado e atira as culpas ao vizinho.


De Da Província a 24 de Agosto de 2009 às 16:24
Andam todos muito preocupados com os insultos (Simplex e Jamais). Não passam de virgens amadoras, meninos e meninas armados assim para o intelectual e que até escrevem num blog. Do país, da sua vida e das suas amarguras nada conhecem!

Querem saber o que são insultos? Em qualquer aldeia deste Portugal profundo as palavras envolvem actos. E os actos, regra geral passam pelas sacholas e afins. Depois passam pelo hospital, pela GNR e pelos tribunais (não obrigatoriamente por esta ordem e com todas as entidades envolvidas).

Ganhem juízo e dediquem-se a outros comentários


De Pizarro a 24 de Agosto de 2009 às 18:26
Para não falar nas vezes (pelo menos 3) que o vi a chamar "rídiculo" a Paulo Rangel. E não era a falar do que Rangel tinha dito, mas simplesmente referindo-se à pessoa em causa.


De Minhoto a 24 de Agosto de 2009 às 18:55
Ó Da Província não te vi no S. Bartolomeu, foste à Agonia?
Tens razão no que dizes, mas isso não desculpa o insulto gratuito do Galamba pois fica-lhe muito mal e espelha o clima de tensão a tender para o desespero que se está a viver no Largo do Rato. O Galamba se fosse homem pedia desculpa e excluía-se da lista de Santarém mas como precisa disso para comer e de certo não saberá fazer mais nada na vida lá vai espetando mais um prego no caixão da política portuguesa.


De Da Província a 24 de Agosto de 2009 às 19:27
Ó Minhoto eu ando por muito longe. Estou é farto de ver um bando de gajos e gajas a escreverem barbaridades por coisas supérfluas . Todos armados em virgens ofendidas...

Isto na minha terra resolve-se à bofetada e as mazelas curam-se com bom tinto, pão, queijo e chouriço. No final a bebedeira é certa, as amizades cimentam-se e o respeito mútuo é fortalecido. Os efeito práticos são garantidos.


De Anónimo a 24 de Agosto de 2009 às 18:26
É mais a terceira opção, ainda que o próprio não o reconheça. Sugiro que peça ajuda à pequena das cerejas sem grainhas.


De Anónimo a 24 de Agosto de 2009 às 23:34
Olha os erros ortográficos - gratuíta???


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds