Sábado, 29 de Agosto de 2009
publicado por Sofia Rocha em 29 Ago 2009, às 16:44

 

Joaquim Pina Moura

 

 

 

" Joaquim Pina Moura, ex-ministro das Finanças e da Economia do Partido Socialista, diz que o programa do PSD é clarificador e divisor de águas, mostrando que há outros caminhos para responder à crise. Na sua opinião, no capítulo da política económica, o programa social-democrata é mais duro e focado que o do PS. E também nas políticas sociais Pina o considera mais realista, por ser um programa que parte da assunção de que os recursos são escassos."

 

Tem toda a razão, eu não diria melhor. 


2 comentários:
De Anónimo a 29 de Agosto de 2009 às 16:59
bons amigos não se tratam mal..
são docentes da mesma escola universitária privada...
o ISG - Instituto Superior de Gestão, em Lisboa

basta ver estes pdfs

http://u.nu/43s33
e
http://u.nu/63s33




--


De Paulo a 29 de Agosto de 2009 às 18:24
Pina Moura diz que PSD tem programa «mais duro e mais focado» que o do PS
Hoje às 12:08

Joaquim Pina Moura, ex-ministro das Finanças do executivo de António Guterres, disse ao semanário Expresso deste sábado que considera o programa eleitoral do PSD «clarificador» e «mais duro e mais focado» que o do PS.
Na opinião do antigo governante, o PSD apresentou um programa que tem como base a «assunção de que os recursos são escassos». Para Pina Moura, a continuação do crescimento da despesa pública é incomportável.
«Por muito que o PS tenha feito nas políticas sociais, e fê-lo desde 1995, com os governos de António Guterres, há um limite que decorre da escassez de recursos disponíveis que torna incomportável a continuação do crescimento da despesa pública», considerou.
O antigo ministro sempre sustentou uma aproximação entre PS e PSD para resolver os problemas estruturais do país. Há cerca de dois anos, Pina Moura desvinculou-se de todos os cargos no PS para se dedicar completamente à gestão.
Contactado pela TSF, o porta-voz do PS recusou-se a comentar estas declarações do antigo governante. Já Augusto Santos Silva, ministro dos Assuntos Parlamentares, disse que as palavras de Pina Moura não merecem qualquer comentário.


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds