Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009
publicado por Pedro Duarte em 31 Ago 2009, às 22:44

 

O Programa do PSD é diferente do habitual. Ali não se encontram pomposos chamamentos a desígnios quiméricos. Pelo contrário, aquele documento limita-se a convocar-nos para um conjunto de propostas concretas e exequíveis que, se os eleitores assim decidirem, mudará a face de Portugal.

Quando o rumo é translúcido e as ideias são consistentes, torna-se natural que as propostas sejam, com simplicidade, directas.

 

Deixo um exemplo. Os problemas na Educação estão diagnosticados. Quer falemos das falhas mais conjunturais (crispação e desmotivação dos principais agentes), mais estruturais (falta de exigência, degradação da qualidade, indisciplina) ou organizacionais (centralismo dirigista, ineficiência).
Ora, perante o diagnóstico, o Programa de Manuela Ferreira Leite apresenta, com pragmatismo e determinação, a receita: em primeiro lugar, criar um ambiente de pacificação que permita gerar dinâmicas de mudança (alteração do Estatuto da Carreira Docente, novo modelo de avaliação e recuperação do prestígio dos professores); em segundo lugar, apostar na qualidade do ensino, com exigência e rigor (novo estatuto do aluno, avaliação externa de escolas, diversificação de ofertas, acompanhamento precoce e personalizado dos casos de potencial insucesso); e, por último, alteração do paradigma organizacional, apostando na liberdade e responsabilidade das famílias e escolas (mais autonomia para as escolas, fim do “monstro burocrático” e novo papel essencialmente regulador e avaliador para o Ministério da Educação).
Com estas ideias – exequíveis e não ilusórias – criar-se-ão as condições essenciais para termos uma escola pública que qualifique as novas gerações, que fomente a criatividade e inovação e, não menos importante, que promova a igualdade de oportunidades. De resto, a exigência, o rigor, a qualidade e a diversificação de respostas serão, objectivamente, um factor de redução de assimetrias, provando assim – também nesta área - a forte componente social desta agenda de mudança.
Como este, outros exemplos poderiam ser enunciados para enfatizar esta evidência. Não é pela retórica que o PSD se propõe convencer os portugueses. É pela vontade de mudança, pela seriedade das propostas, pela credibilidade dos protagonistas e pelo sonho de – todos - construirmos um País melhor.
Queira reflectir, caro (e)leitor, na imensa distância que separa estas propostas realistas, mas arrojadas, do “mais do mesmo” que o PS tem para apresentar.
Publicado, hoje, no Diário Económico.

 

 


2 comentários:
De Daniel João Santos a 31 de Agosto de 2009 às 23:42
faltou a conta no final, algo de irrelevante... pois.


De Cidadao Kapa a 1 de Setembro de 2009 às 14:14
Ainda assim, gostava de ver (ler) medidas mais concretas e menos expressões como "criar um ambiente", "apostar na qualidade", "paradigma organizacional". E, verdade seja dita, andamos anos e anos sem ninguém ter coragem de mexer na educação e foi este governo que a teve, ainda que lhe custe estas eleições. O PSD devia ter a humildade de reconhecer isso... o véu foi levantado.


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds