Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009
publicado por Miguel Noronha em 02 Set 2009, às 11:59

No artigo hoje publicado no Diário Económico, o José Reis Santos elogia a actuação de José Sócrates durante a Cimeira Ibero-Americana. Já nem discuto os (supostos) méritos do Magalhães nem as imprecisões do discurso de Sócrates. Ao ver aquelas imagens, envergonhou-me ver o Primeiro-Ministro do meu país transformado em vendedor ambulante perante os seus pares.

 

 

 


7 comentários:
De Martinha a 2 de Setembro de 2009 às 12:25
- Vergonha é roubar e pelo que sei o actual 1º ministro não roubou nada a ninguém.
Se se listarem os políticos que estão em tribunal por roubarem o que é de todos o PSD ganha a todos!
Então quem são os maiores ladrões?
A falta de etica que o PSD tem introduzido na politica é lamentável!
A própria Ferreira Leite (tal como Pacheco Pereira)está sempre mas sempre com má fé e maledicência na boca! É fel na língua e na fisionomia!


De Filipe Guedes Ramos a 2 de Setembro de 2009 às 12:40
Mau? Se o país exporta é bom, mas neste caso é mau?
Explique lá a sua lógica ou, porventura, colocou isto aqui desprovido dela.
Há que ganhar dinheiro. Deixe lá o Eng. Sócrates vender os Magalhães, trazer mais trocos para o país. Fique é descansado que para si não vão: essa mesquinhez afecta à maledicência só lhe fica mal.

Ganhe juízo.


De Anónimo a 2 de Setembro de 2009 às 14:22
De banha da cobra, naturalemnte.


De M. Isabel Goulão a 2 de Setembro de 2009 às 14:22
Sempre actual e reluzente, o post do Paulo Tunhas um pouco mais abaixo : "Apelo à ERC por causa do vocábulo "maledicência""
http://jamais.blogs.sapo.pt/137408.html
ISABEL


De Miguel Noronha a 2 de Setembro de 2009 às 14:28
Nem mais Isabel.
Não sei o que me choca mais. Se a actuação de Sócrates na dita cimeira se os inusitados louvores que alguns lhe tecem. Diria que se perdeu qualquer noção de decência.


De Joaquim Amado Lopes a 2 de Setembro de 2009 às 14:45
Deixei o seguinte comentário no Diário Económico:

"1. Sócrates afirma que o Magalhães é "o primeiro computador português/ibero-americano" (dependendo de onde o diga) embora não passe de uma versão do ClassMate da Intel;
2. Sócrates afirma que o Magalhães é "um projecto educativo", demonstrando um deslumbramento parolo com as novas tecnologias e uma visão extremamente redutora do que é a Educação;
3. O Magalhães começou a ser distribuído sem qualquer preparação das escolas, professores ou pais e sem que estivesse sequer definido exactamente quem iria pagar as ligações à Internet;
4. O Magalhães é distribuído às famílias (em vez de se equiparem as escolas), com a consequente desigualdade entre os alunos cujas famílias tenham optado por não o comprar, os cujos Magalhães avariem, sejam roubados ou vendidos, ...
5. Ao distribuir Magalhães a todos os alunos do primeiro ciclo, o Governo obriga o Estado a continuar a distribuir computadores iguais todos os anos, com os custos associados;
6. Foi escolhida uma única empresa para fornecer os equipamentos, num favorecimento que distorce gravemente o mercado;
7. Sem medir o ridículo da imagem, José Sócrates afirma que todos os seus assessores usam o Magalhães e mais nenhum outro computador porque não precisam de mais nenhum (dão-se alvíssaras a quem apresentar fotografias de assessores do Primeiro-Ministro a trabalhar com um Magalhães).

Mistificação, deslumbramento com as novas tecnologias, parolice, falta de preparação, prioridades deslocadas, irresponsabilidade, não contabilização dos custos, favorecimento, ridículo.

Tem toda a razão: o Magalhães é A imagem de marca do governo Sócrates."

Vamos ver se não lhe acontece o mesmo que aos comentários no Simplex.


De Filipe Mergulhão a 2 de Setembro de 2009 às 18:44
José Reis Santos a certa altura afirma "...computador que aparentemente só é montado em Portugal..."!!Ora não é aparentemente, é de FACTO só montado em Portugal! Todas as balelas de que era o primeiro computador totalmente Português (nas palavras do nosso Primeiro-Ministro) revelam bem o conceito de verdade do Secretário-geral do PS! Aliás, comparável ao de Hugo Chavez que ao apresentar o computador, apresentou-o como...o primeiro computador totalmente venezuelano!!!!Em que é que ficamos?! Já o comportamento de vendedor ambulante revelado na dita cimeira dá vontade de chorar...ver um Chefe de Governo numa cimeira Ibero-Americana a "impingir" um computador, qual feirante a tentar vender um par de meias, é de um ridículo atroz ...ainda por cima tratando-se de um artigo totalmente produzido nos EUA, essa "besta negra" dos regimes ditos de esquerda da América do Sul...


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds