Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009
publicado por José Eduardo Martins em 11 Set 2009, às 18:39

 

 

Ora aqui está o partido que exigiu ao PR que as eleições legislativas e autárquicas acontecessem em dias diferentes...


5 comentários:
De Gonçalo Marques a 11 de Setembro de 2009 às 19:15
Meu Caro

Eis como de uma forma subtilmente desavergonhada se vai mostrando aos eleitores vianenses que, ao votarem, a influência tutelar de Defensor Moura persiste, qual "guru" espiritual de José Maria Costa.

Infelizmente, o caciquismo e o clientelismo vão-se alimentando, ainda, deste tipo de mensagens paternalistas ...

Para além de que, como diz o meu amigo e muito bem, este partido defendeu que não se deveria confundir as eleições

Nada que, infelizmente, nos espante


De Pedro Morgado a 11 de Setembro de 2009 às 20:28
Este cartaz é uma anedota. E demonstra bem o culto da personalidade cultivado pelo municipalismo português.


De Gonçalo Marques a 11 de Setembro de 2009 às 20:38
Caro Pedro Morgado

Absolutamente de acordo.

A figura do autarca continua presa a muitos dos elementos que caracterizam o cacique do século XIX.

No fundo, mudamos pouco


De Carlos Nunes Lopes a 11 de Setembro de 2009 às 21:24
É notável...
O PS pediu eleições separadas para não confundir as pessoas.
No cartaz só falha uma coisa: "Assembleia da República" deveria estar numa letra ainda mais pequena. Para não confundir...


De Pedro Ferreira a 11 de Setembro de 2009 às 21:53
Com os tentáculos que o Estado tem vindo a desenvolver, faltou porventura aqui mais uma intervenção...
Regular este tipo de propaganda é urgente, para evitar o desrespeito aqui demonstrado pelas Instituições a que se candidatam.
Ainda assim, aponto uma falha neste cartaz: onde está a foto de António Guterres na preparação das próximas Presidenciais?


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds