Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
publicado por Miguel Noronha em 29 Jul 2009, às 08:47

Sempre benemérito, especialmente com o dinheiro alheio, o PS propõe-se dar 200 euros a cada recém nascido. Esta iniciativa, com um custo anual estimado para o contribuinte de  20 milhões de euros, chama-se "conta futuro" e será especialmente útil para ajudar os futuros contribuintes a pagar a factiura do visionário programa de obras públicas que o PS pretende implementar.


5 comentários:
De José Magalhães a 29 de Julho de 2009 às 11:07
Meus caros,

sobre isso, escrevi isto

http://atributos-1.blogspot.com/2009/07/ideia-ate-e-boa-mas.html

Melhores cumprimentos

JM


De Paulo Ferreira a 29 de Julho de 2009 às 12:02
O custo anual estimado não é de 20 milhões, é entre 150 a 250 milhões.

Cumprimentos e votos de bom trabalho


De Miguel Noronha a 29 de Julho de 2009 às 12:28
Eu cheguei aos 20 M multiplicando o nº médio de nascimentos (que deve rondar os 100.000/ano) por 200 euros. Presumi também (a notícia que li era omissa) que o dinheiro seria entregeu aos pais que poderiam depositá-la numa conta de capitalização em qualquer banco.

Onde é que falhei?


De Paulo Ferreira a 29 de Julho de 2009 às 12:37
Estou apenas a citar os números que o João Tiago silveira referiu hoje e que tive oportunidade de ouvir na TSF....ele não explicitou a forma como foram apurados.Serão os números para uma legislatura inteira?Faz sentido para uma proposta inscrita num pragrama de governo


De Miguel Noronha a 29 de Julho de 2009 às 12:49
Eu ouvi a notícia na TSF e não me lembro de terem falado em números mas pode ter sido falha minha.

Mesmo se falassemos numa legislatura e caso só se aplicasse aos nascimentos durante esse periodo o valor andaria na ordem dos 80-100 milhões de euros. Mas é possível que o eles estejam a pensar dar também a todos os nascituros dos 2-3 anos anteriores à implementação da medida. Aò faria sentido. (ou então esou mesmo a fazer um erro de cálculo)


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds