Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
publicado por Ana Margarida Craveiro em 29 Jul 2009, às 10:01

O circo continua. A poucos meses das eleições, este governo socialista parece uma barata tonta: ele é emprego para todos, ele é bolsas de estudo de valor difícil de calcular, mas completamente inovadoras, ele é doentes a serem operados em Cuba em vez de se tentar corrigir as listas de espera aqui e agora. A cereja no topo do bolo? A promessa de redução das taxas de IRS, para apoiar, dizem eles, "as classes média e média-baixa".

Nos últimos 14 anos, governaram-nos durante 11. On-ze, isso mesmo. E, durante todos estes anos, evidentemente que não puderam tomar nenhuma daquelas medidas, porque só se tinham lembrado da genial distribuição de Magalhães como parte de um - fracassado - plano tecnológico. Não basta atirar as culpas para cima do PSD; aliás, como raio se pode culpar um partido que em quase quinze anos passou três no poder? O que falhou é da exclusiva responsabilidade do partido socialista, porque prometeu e não fez, fez e piorou.

As promessas actuais do PS raiam o desespero. Parece um partido pequeno, megalómano, a tentar ir para o poder pela primeira vez. Vale tudo, diz-se de tudo, como se pudesse haver uma amnésia colectiva durante os próximos meses. Não é um programa eleitoral, mas uma orgia de futuros melhores. Com os mesmos, saliente-se.

 


5 comentários:
De jeronimo a 29 de Julho de 2009 às 10:56
É engraçado que só se use os últimos 15 anos como referência. É que se usarem os últimos 25 o PSD esteve mais tempo no poder. Adiante.
E nesses três anos em que esteve no poder que reformas iniciou o Psd ? Na Educação, nada. Na Saúde, népia. Na Segurança Social, nicles. Na Justiça, zero. Na Adinistração Pública, bola. Eu sei que três anos não é o tempo de uma legislatura completa, mas nem uma reformazita para a história soa-me a muito pouco.


De João Neto a 29 de Julho de 2009 às 12:45
Jerónimo.

Concordo consigo: 3 anos é de facto, muito pouco tempo e não é o suficiente para se avaliar um governo, ainda para mais com dois executivos diferentes.

Apesar disso ainda houve tempo para algumas medidas como, por exemplo, o Código do Trabalho, recentemente maquilhado pelo governo PS


De jeronimo a 29 de Julho de 2009 às 12:53
Concordo com essa e até lamento a atitude do Ps na altura. Mas só isso ? Não é muito pouco ?


De João Neto a 29 de Julho de 2009 às 13:05
Jerónimo,

citei-lhe uma reforma que me veio à memória.
Apesar de tudo, parece-me que:

1. em 3 anos não é possível realizar muitas reformas. É possível dizer que se fizeram, mas fazê-las...

2. os governos não se medem "às reformas"... essa visão é resultado de uma concepção que dá demasiada importância ao estado e da qual não partilho.


De jeronimo a 29 de Julho de 2009 às 13:13
Está-se a esquecer que este Estado é a herança das "conquistas de Abril". É um estado absurdo, definido numa época em que se acreditava que o caminho para o futuro era o Socialismo. E em que o Estado era uma vaquinha com umas tetas gigantes e inesgotáveis.
Há ainda muita coisa a mudar e toda a gente quer a nível do Psd quer do Ps tem sido consensual em que e Estado tem que ser reformado.O problema é que isso custa votos e traz berraria nas ruas. Lembra-se da metáfora dos seis meses sem democracia ? Por isso é mais fácil assobiar para o lado e adiar.


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds