Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009
publicado por Sofia Rocha em 23 Set 2009, às 22:29

 

Mário Alberto Nobre Lopes Soares

 

Mario Soares escreveu ontem no DN que " É uma imbecilidade alguém considerar-se " proprietário" dos votos que lhe são atribuídos ou que alguma vez teve" referindo-se obviamente a Manuel Alegre.

Mário Soares já tinha chamado "fanática" a Manuela Ferreira Leite e agora chama " imbecil" a um companheiro de partido e fiel escudeiro de muitos anos.

É esta a campanha elevada que o PS está a fazer.

 


4 comentários:
De Ana Mesquita a 23 de Setembro de 2009 às 22:59
Ressabiado! Ora não haveria melhor palavra para adjectivar este senhor! :)


De Luis Melo a 23 de Setembro de 2009 às 23:57
Caso das Escutas: A Teoria da Conspiração (http://mudaportugal.blogspot.com/2009/09/teoria-da-conspiracao.html)

Toda esta questão à volta das escutas ao PR parece ser encenada. Dá a impressão de que tudo isto foi armado com um propósito bem definido. Mas talvez o objectivo de que alguns analistas falam não seja realmente o verdadeiro.

Há muito que se fala de uma alteração do sistema político português (mesmo que temporariamente). Grandes e pequenas figuras dos dois maiores partidos (PS e PSD) e também de outros quadrantes da sociedade já disseram em público que seria uma forte hipótese - para resolver a crise que atravessamos - ter um regime presidencialista.

Todos falam nisto tendo como pressuposto que Cavaco Silva seria o presidente que iria liderar esta mudança e que portanto nomearia um governo "de salvação". Conhecendo Cavaco sabemos que este governo não comportaria 99% dos políticos de hoje (nem de PS, nem de PSD).

Assim, parece óbvio que toda esta questão das escutas foi inventada por alguns elementos do PS, em conjunto com outros do PSD, para definitivamente "deitar abaixo" Cavaco Silva antes da decisão das legislativas. É que a hipótese de que falei atrás poderia ser posta em cima da mesa, desde já, caso nenhum dos partidos tivesse maioria.


De João Costa a 24 de Setembro de 2009 às 00:47
Haja uma vez na vida que concordo com o Soares, quando chama imbecil ao seu ex-amigo.


De MJP a 24 de Setembro de 2009 às 01:49
que avozinho ternurento que só distribui mimos.
Outro que é só fachada.


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds