Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009
publicado por Paulo Tunhas em 25 Set 2009, às 23:04

Enquanto, de acordo com as absurdas regras vigentes, se pode ainda dizer alguma coisa em matéria de campanha eleitoral, há uma que vale indiscutivelmente a pena dizer. Este governo foi o mais assaltante, o mais roubador, em matéria de liberdade de expressão que a democracia conheceu, passadas as atribulações iniciais. Isto, em si, diz tudo. O caso do fim do jornal das sextas da TVI é um exemplo perfeito de um cinismo político que, aparentemente, seduz alguma gente. O resto que possa ser dito, por via de blogues de assessores ou de apóstolos democráticos, é uma treta. Foi assim, não há volta a dar-lhe. E resta esperar que muita gente perceba, para além de tudo o resto, isto. Que é essencial. Para que pior não venha.


2 comentários:
De Anónimo a 26 de Setembro de 2009 às 13:55
Vivam os bufos, os intriguistas, os perseguidores de licenciaturas forjadas e compradas aos domingos, os acusadores pidescos que não conspiram mas que desmascaram os asfixiadores os mafiosos os trapaceiros os arrogantes os perseguidores de inocentes.

O Dossiê Sócrates - 2.ª Edição
http://www.lulu.com/content/7672029

by António Balbino Caldeira (http://stores.lulu.com/DoPortugalProfundo)

PARA DOWLOAD CLIQUE AQUI:

http://www.lulu.com/items/volume_66/7672000/7672029/1/print/O_Dossie_Socrates_-_2._ed._-_3_-_17-9-2009.pdf


Está aberto concurso a mais pides e bufos, ou por favor observe tudo e xibe-se à vontade e em todo o lado a escória da trafulhice não passará

se 5% do conteúdo for verdade já não é nada mau


De Carlos Pimentel a 26 de Setembro de 2009 às 14:58
Foi tão "assaltante" e tão "roubador", veja lá, que o senhor e imensos outros até se dão ao luxo de o apregoar ao quatro ventos. Reflicta, reflicta bem.


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds