Domingo, 9 de Agosto de 2009
publicado por João Gonçalves em 09 Ago 2009, às 21:39

Leonel Moura é o protótipo do intelectual orgânico. Não os dos velhos partidos comunistas ou os "engajados" como Sartre ou a Beauvoir que não se lavava. Não. Moura é um orgânico da esquerda moderna, isto é, de Sócrates. Do PS de Sócrates. Toma banho. Foi apascentado pelos vários poderes socialistas, da CML aos governos da referida seita. Tem talento? Tem, embora os meus amigos Fátima Rolo Duarte e Almocreve* tenham dúvidas. É um politiqueiro? É. Bastava atentar no ar embevecido como, no encontro de bloggers com Sócrates, observava o líder. Aliás, não foi lá fazer outra coisa. Beber aquilo. Na cabeça de Leonel, Sócrates é apoiável pelo que «ele representa como determinação em modernizar Portugal.» É verdade. Nem a Carolina Patrocínio ou outro adolescente acéfalo qualquer da Sic-Radical diria melhor. Sartre ainda nos deu boa literatura. Baudelaire, por exemplo. O Idiota da Família, outro. A introdução à obra de Genet. Leonel deu-nos imagens  - algumas boas, outras meramente sofríveis e a memória de um Rossio cercado por ele no tempo do Joãozinho. De resto, nada. Politicamente, menos que zero.

 

*«Leonel Moura (o "artista"), em texto de rara crueldade testicular, introduziu uma architectonicé avisada sobre o futuro da paróquia pós-eleitoral. Obedecendo a um rigoroso espectáculo paródico in adjecto e banalizando o discurso do seu maître à penser Augusto Santos Silva, o artista Leonel, numa elegia erótica irresistível considera que o "PCP, Bloco, PSD e CDS irão juntos formar o próximo governo de Portugal".  A emulação neo-modernista que deu ao seu ocioso pensamento, bem ao estylo da sacristia do sr. Sócrates, enclausurou-o na galeria dos vassalos não arrependidos da governação. O artista dos 45 "jardins portáteis" passou a sua bula projectual directamente do Jornal de Negócios – o seu "habitar poético" (Heidegger) – para a estreiteza dos muros do casebre do Largo do Rato. A guia de marcha (versão kitsch) dispôs de uma construtividade decorativa meta-artificial curiosa e dava um bom candeeiro para o pesiché da D. Câncio. As obrinhas que o artista Leonel esfiapa nos jornais, os seus esquisses de engenharia social reaccionária e o seu tédio contra a "construção da aventura" [I.S., claro!] da dissidência (leia-se a sua vulgata contra os professores) ou a "circulação dos homens com base da vida autêntica" [Guy Debord], têm expertise à medida que as encomendas artísticas do poder lhe caem no regaço. O rendering exposto do sr. Leonel Moura tem apenas a utilidade (objecto de uso) que a mercadoria do regime prescreve. A sua obediência perinde ac cadaver pela Obra do Governo, robótica à parte, diz-nos que o abuso das políticas do sr. Sócrates não prejudica a saúde dos indígenas. O que Henrique Garcia Pereira dirá da matéria e método do sr. Leonel Moura é assunto para este "tempo consumível" de homens livres. Vamos esperar.»



Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds