Terça-feira, 11 de Agosto de 2009
publicado por Joaquim Biancard em 11 Ago 2009, às 22:19

 

José Eduardo Moniz saiu da TVI, onde há dez anos exercia as funções de director-geral, a convite/proposta de Nuno Vasconcellos da Ongoing. Todos nos recordamos que a aquisição da TVI esteve para ser realizada há cerca de dois meses pela Portugal Telecom, empresa de que Nuno Vasconcellos é administrador e accionista, e na altura com o aval do ministro das Obras Públicas, Mário Lino, que tem a tutela da PT.

 
Em comunicado interno, a este canal de comunicação, entre outras coisas Moniz refere: «Faço votos para que assim continue e que se preserve o espírito livre, inconformista e batalhador desta Empresa, imbuída de uma cultura de independência perante os Poderes que representa um dos seus activos mais importantes.» Disse ainda: Seria “um escândalo” se o Jornal Nacional da TVI deixasse de existir, eliminando assim “um bloco informativo de referência do panorama televisivo”, continua “O valor da liberdade é o mais importante para qualquer jornalista”.
 
Moniz, que foi acusado por José Sócrates de travar uma “campanha negra” contra o Governo,…

Já diz o povo: ‘Em tempo de guerra, não se limpam as armas…’
 
(Bailarinos de Botero)

1 comentário:
De http://bacharelsocrates.blogs.sapo.pt/ a 11 de Agosto de 2009 às 22:41
Eu previ a saida do Moniz estava para breve, tal como tambem escrevi que o Ceo do BPN iria sair de prisão preventiva em breve, só pelo discurso que o mesmo fez na comissão de inquérito.
Quando o CEo questionado pelas irregularidades que cometeu no banco afirmou que a culpa era da direita e que o PS foi vitima, percebi entre outras que ele confundiu um banco com actividades politicas.
Depois que alguem o fez acreditar que com aquele discurso em breve terminaría a prisão preventiva.
Repararam como a justiça agendou para o final do Verão uma sucessão de casos judicio-politicos ?

http://bacharelsocrates.blogs.sapo.pt/


Comentar post


Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds