Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009
publicado por Nuno Gouveia em 21 Ago 2009, às 08:40

Se o medo pode dar votos, tenham medo, por Francisco José Viegas

 

Não se percebe como pessoas inteligentes alinham na táctica do desespero e na ideia de que o caos virá se não formos para o poder. Votem PS ou virá o caos. Votem PS ou virá a barbárie a rodos, queimarão Garcia d'Orta em efígie e irão perseguir -- pela rua fora, empunhando o látego da moral -- os adúlteros e o sexo antes do casamento. Votem em Sócrates ou Portugal regressará a Alfarrobeira, virá a forca com os apaniguados de D. Miguel, os rios deixarão de desaguar no Atlântico e as criancinhas deixarão de saber manejar os Magalhães. Votem Sócrates ou Portugal voltará a albardar-se no pronto a vestir da Saville Road de Sta. Comba Dão, trajando de colete e lenço tabaqueiro e de xaile negro na cabeça. Ou Sócrates é eleito ou eles virão para destruir os livros das bibliotecas. Ou nós somos chamados à unção, ou desaparecerão os restaurantes civilizados, os carros eléctricos e os bares do Bairro Alto abertos até às três. E vós, que votais à nossa esquerda, pensai bem se quereis a Pátria a resfolegar de insegurança ou, pelo contrário, a dar vivas ao cartão único (símbolo máximo de civilização e de modernidade), ao inglês técnico, aos losangos desenhados a computador, aos PIN e ao teleponto. A qualidade da liamba piorará a olhos vistos. Ressuscitará o Verde Gaio. O Algarve será entregue aos marroquinos e vai passar a ensinar-se o criacionismo nas escolas. Vai ser um tempo terrível e desenhar-se-á o caminho do exílio. Iremos para Londres, como os emigrados de oitocentos, defender a Carta. Tende medo. Mas o que deu a esta gente?



Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.
Vídeo da Semana
autores
posts recentes

Valeu a pena dizer "Jamai...

...

A luta continua.

Até amanhã camaradas

Post final

O novo PSD

"Obrigado Manuela", segui...

Saudações democráticas

Parabéns ao PS

No dia 27, vamos todos vo...

últ. comentários
O Sôtor Elisio Maia fala assim porque depende do a...
ótimo blog, parabéns...
Realmente é o pais considerado como o pais do truq...
Conversa de urinol ..... caro boy PS!!!
Caro amigo anónimo, de facto encontro alguma razão...
meu caro amigo, não duvido das suas competências.....
está completamente certa. Mais... o 12º é pior, po...
nao faz a minima ideia de como existem formandos a...
Esta afirmação de Platão devia estar melhor docume...
Escandalizam-me reflexões como as do artigo da Sra...
mais comentados
links
arquivos

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

subscrever feeds