Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jamais

Jamais

21
Ago09

Ler os outros

Maria João Marques

«No final do 2º trimestre a taxa de execução do programa de combate à crise era de apenas 10,7%. Isso não impediu José Sócrates de atribuir o crescimento nesse trimestre (e o fim da recessão) às medidas do governo. Notável, o governo acabou com a pior crise desde a Grande Depressão gastando apenas 0,1% do PIB. E o mais incrível é que as medidas do governo não tiveram apenas impacto em Portugal. Também tiveram impacto na Alemanha, que é um dos nosso principais importadores e até na data da Páscoa. Digam lá se este governo não merece ser reeleito?»

 

João Miranda, no Blasfémias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D