Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jamais

Jamais

29
Jul09

A posta dos leitores

Jamais

"Portugal precisa urgentemente de uma nova política de combate à toxicodependência,  que  sublinhe a importância da abstinência e incentive os jovens a dizerem, sem rodeios e sem vergonha, não às drogas.  É extraordinário o que se vem passando no nosso país. Enquanto o fumador se vê cada vez mais em palpos de aranha para dar largas ao seu vício, o jovem que não toma drogas sente-se cada vez mais marginalizado, para não dizer envergonhado, qual “careta” ou “cocó”, no seio dos seus pares! A mensagem que os governantes portugueses têm feito passar, por responsabilidade de uma política que dá prioridade à redução dos danos provocados pela droga (em detrimento da sua prevenção e tratamento) é peremptória: “consumam drogas se assim o desejarem, que se houver problema nós aqui estamos para vos ajudar depois a reduzir o dano que elas vos causarem”.Parafraseando a propaganda oficial politicamente correcta, é como se dissessem ao gordo: “não tenhas problema em comer doces que nós depois damos-te insulina para não engordares”…!


Manuel Pinto Coelho
Presidente da APLD - Associação para um Portugal Livre de Drogas

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Nuno Gouveia 29.07.2009

    Este blogue não fala pelo PSD. Neste caso, o autor do post nem sequer é de autor do blogue. É uma contribuição de um leitor.
  • Sem imagem de perfil

    Carlos Cidrais 30.07.2009

    Peco desculpa pela confusao, Nuno.
    Fiquei confuso porque vi na barra lateral que eram autores do jamais varios deputados/dirigentes do PSD. Talvez eles quisessem tomar a palavra para responder a minha questao.
    De resto, presumi, talvez erradamente, que tivessem uma orientacao editorial nos textos dos leitores que publicassem.
    Se nao for esse o caso avise, eu envio lhe um texto a propor a abstinencia sexual para resolver o problema da gravidez adolescente e das doencas sexualmente transmissiveis...
    Cumprimentos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Jamais - Advérbio. Nunca mais, outra vez não, epá eles querem voltar. Interjeição muito usada por um povo de dez milhões de habitantes de um certo cantinho europeu, orgulhoso do passado mas apreensivo com o futuro, hospitaleiro mas sem paciência para ser enganado, solidário mas sobrecarregado de impostos, com vontade de trabalhar e meio milhão de desempregados, empreendedor apesar do Estado que lhe leva metade da riqueza, face à perspectiva terrível de mais quatro anos de desgoverno socialista. Pronuncia-se à francesa, acompanhado ou não do vernáculo manguito.

    Arquivo

    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D